Como vai ser a festa de Réveillon em Copacabana

As novidades são o lançamento da marca das Olimpíadas de 2016 e um show de luz e laser no céu de toda a orla da praia antes da queima dos fogos de artifício. Membros do COI (Comitê Olímpico Internacional) estarão na festa e o presidente Lula foi convidado para às 11h45 da noite de 31 de dezembro, “apertar o botão” do lançamento da marca – o desenho será projetado no céu na direção do oceano. A estimativa é de dois milhões de público.
Para melhorar a visibilidade do show de luzes, os postes da orla de Copacabana até o Leme terão a iluminação reduzida a partir das 11h54. Às 11h59, com 40 torres de som espalhados por toda orla será iniciada a contagem regressiva. A explosão dos fogos de artifícios deve durar 20 minutos.

As cerca de 20 toneladas de fogos de artifícios serão distribuídas em 11 balsas. A quantidade de embarcações era a mesma prevista no ano passado, no entanto, os organizadores tiveram problemas para conseguir alugar todas e realizou a queima com nove balsas. A empresária Vivian Pires, atualmente responsável pela empresa Dirah 7, é a responsável pela queima de fogos deste ano e também era diretora da Promo 3, que organizou o show pirotécnico de 2000, quando um acidente com as bombas matou um homem e deixou 49 feridos. Vivian afirmou que a Justiça não considerou a empresa culpada em 33 processos.

Ao longo da orla serão espalhados quatro palcos. Na altura da rua Xavier da Silveira ficará o palco com músicas dos anos 70 e 80. Nas proximidades da rua Santa Clara será o palco com pop e rock e, no Leme, um palco terá DJs como atração. A prefeitura informou que no palco Brasil, considerado o principal, instalado em frente ao Copacabana Palace, uma atração surpresa fará o show principal.

O secretário de Turismo, Antônio Pedro, descartou a cantora Madonna, que chegou a ser cogitada pela prefeitura, ou qualquer atração internacional, mas afirmou que o ou a artista será uma grande surpresa para o público. Ele afirmou que os contatos já estão sendo feitos pela prefeitura com a atração.

– No ano passado gastamos R$ 2 milhões em cachês. Devemos colocar o mesmo valor nesse ano, com a atração especial.

No total o Réveillon em Copacabana consumirá R$ 17,5 milhões que serão divididos em cinco patrocinadores. Os gastos da prefeitura devem ser somente com as atrações.

Além dos palcos com shows, a orla terá sete postos médicos, seis bolsões com banheiros químicos e 30 postos da Polícia Militar. Com a Secretaria de Ordem Pública, a prefeitura tentará como em anos anteriores evitar a presença de ambulantes na areia e na avenida Atlântica.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Megaeventos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s