Rock in Rio é o primeiro evento a ter a certificação 100R

Ser o primeiro evento no Brasil a ter a certificação 100R, selo internacional que atesta emissão zero de carbono e 100% de reciclagem. Este é o objetivo do festival de música Rock in Rio, que será realizado nos dias 23, 24, 25, 29 e 30 de setembro e 1 e 2 de outubro, na Cidade do Rock, em Jacarepaguá, Rio de Janeiro.

A organização do evento anunciou, durante uma coletiva de imprensa, o seu Plano de Sustentabilidade. Com a campanha “Vá de ônibus”, as ações incluem a gestão de resíduos, redução e compensação da emissão de carbono e programas educacionais.

Segundo Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio, a certificação 100R baseia-se nos três pilares da sustentabilidade: econômico, ambiental e social. Só recebe o selo quem pratica uma economia de custos no encaminhamento dos resíduos para aterro e garante a venda do material reciclado; reduz a quantidade de detritos encaminhados para aterro sanitário; e trabalha em sua transformação em recursos para projetos de reflorestamento.

“O certificado ainda prevê a integração de catadores de lixo na operação. A receita gerada a partir da venda dos resíduos será cedida para a Cooperativa Barracoop, escolhida para esta edição do Rock in Rio por seu trabalho e sua localização próxima à Cidade do Rock”, afirmou Roberta, que comentou a existência de uma estudo detalhado de toda a emissão de CO2 relacionada com os processos envolvidos na realização do festival. “Dos aviões que trazem os músicos até o número de pessoas presentes no evento”, frisou.

O 100R, que será implantado pela primeira vez no Brasil, será concedido pela instituição portuguesa Sociedade Ponto Verde.

Responsabilidade ambiental

O Plano de Sustentabilidade já foi implantado em Portugal e aumentou a reciclagem dos resíduos em 48%. “No Brasil, a certificação do Rock in Rio pretende ser um marco na gestão ambiental, especialmente pela questão da reciclagem estar apenas no começo. Será um exemplo para a cidade do Rio de Janeiro”, revelou disse Luís Martins, diretor geral da Sociedade Ponto Verde.

O plano contará com o apoio direto da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb). A empresa trabalhará com uma equipe de 1.930 garis, 659 equipamentos diversos e 600 contêineres de 240 litros.

Com informações do O Globo.


Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em AMBIENTE URBANO, Megaeventos, Nossos bairros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s