Prefeito participa de comemoração de abertura do Chanuká em Copacabana

Foto: J.P. EngelbrechtO prefeito Eduardo Paes participou na noite desta terça-feira, dia 20, da tradicional comemoração de abertura do Chanuká na Praia de Copacabana, evento de celebração do feriado judaico organizado pelo Beit Lubavitch em parceria com a Fierj. Na ocasião, o prefeito anunciou a sanção da lei de autoria do vereador Marcelo Arar que inclui o “Dia de Israel” no calendário de datas comemorativas do município do Rio de Janeiro, a ser celebrado em 14 de maio. A data homenageia o dia em que foi criado o Estado de Israel, em 14 de maio de 1948.

Durante a festa foi aceso um candelabro de nove braços, como símbolo da Festa das Luzes. A festa de Chanuká é celebrada pelos judeus durante oito dias, após o acendimento da primeira vela da “chanukiá” (candelabro), montada ao ar livre. Este ritual comemora o milagre do azeite que queimou por oito dias no candelabro do Templo de Jerusalém.

Após acender um dos braços do candelabro, o prefeito do Rio falou sobre a comemoração judaica:

Foto: J.P. Engelbrecht– É uma enorme honra estar aqui numa data tão especial para o povo judeu. Tive a oportunidade de passar três meses da minha vida em Israel e aprendi muito naquela ocasião. Como prefeito dos cariocas, só tenho a agradecer que essa comunidade se junte aqui, hoje, às vésperas de uma data tão especial também para o povo cristão, para que essa cidade passe a estar iluminada e inspirada em todos esses princípios judaicos – disse.

 O Rabino Gabriel Aboutboul explicou o significado da Festa das Luzes:

 A Festa das Luzes simboliza a festa da liberdade, a luz que existe na alma de cada um de nós e nos dá a força e a capacidade de fazer a diferença na vida de cada pessoa que está a nossa volta. Por oito dias, a cada noite acenderemos mais uma vela, uma luz, e pensaremos em coisas positivas que irão iluminar corações e aquecer o caminho a ser percorrido.                                                                                                      

Foto: J.P. Engelbrecht Essa é a cerimônia   que mostra que a luz que ilu mina o povo judeu é a mesma que ilumina todos os recantos onde nos encontramos. Dessa forma, o acendimento deve ser feito em público para que ilumine não só os lares judaicos, mas toda a comunidade como um só conjunto – comentou o Cônsul Honorário de Israel no Rio de Janeiro, Osias Wurman.

Após a celebração, centenas de pessoas que prestigiaram a Festa das Luzes assistiram ao show dos artistas George Israel (Kid Abelha) e Toni Garrido (Cidade Negra).

Também participaram da cerimônia a secretária municipal de Educação, Claudia Costin; o Cônsul Honorário de Israel no Rio de Janeiro, Osias Wurman; o presidente do Beit Lubavitch, Nelson Cuptchik; e parlamentares.

Autor: Texto: Juliana Romar / Fotos: J.P. Engelbrecht

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cultura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s