Mutirão combaterá sujeira deixada nas praias

Um copo de mate e uma lata de cerveja vazios não pesam mais que 500 gramas juntos. Então imagine a quantidade jogada nas praias para acumular as mais de 50 toneladas de lixo recolhidas diariamente nas areias do Rio. Para conscientizar a população sobre a importância de se cuidar do lixo e de se preservarem as praias, O GLOBO promove domingo um mutirão de limpeza em três das mais famosas praias da orla carioca: Copacabana, Leblon e Ipanema. A ação — uma parceria com o movimento Rio Eu Amo Eu Cuido — faz parte da campanha pela preservação das toninhas, simpática espécie de golfinhos (Pontoporia blainvillei) que vive na costa do estado e corre risco de extinção.

— A intenção é mostrar que o simples ato de recolher seu lixo contribui não apenas para o bem-estar do banhista, mas também para a defesa desses ilustres desconhecidos que só nadam em águas muito limpas. E um mutirão tem a força de conscientizar as pessoas sobre a necessidade de se cuidar do ambiente em que vivemos — explica Fernanda Araújo, gerente de Marketing do jornal.

O mutirão de domingo começa às 9h30m, em frente ao Posto 5, na Praia de Copacabana, altura da Rua Sá Ferreira; no Posto 10, altura da Rua Aníbal de Mendonça, em Ipanema; e em frente ao Posto 12, próximo à Rua Rainha Guilhermina, no Leblon. Os participantes receberão um kit limpeza, com luvas, saco de lixo e camiseta da campanha. Às vésperas da Rio+20, o evento já conquistou o apoio de autoridades e personalidades do Rio, como o cineasta Cacá Diegues:

— As praias são nossa sala de visitas, onde reunimos a família e recebemos os amigos. Já pensou uma sala de visitas imunda, cheia de lixo para tudo quanto é lado? A praia é um espaço público, e todo espaço público também é de cada um de nós, tem de ser tratado como nosso lar.

Frequentadora assídua da praia, a ex-campeã e atual empresária Isabel do Vôlei também apoia a iniciativa:

— Eu vou à praia todos os dias e vejo que muitos desses banhistas sequer percebem que deixaram o lixo na praia. É falta de educação. Acho que o mutirão é importante, porque chama a atenção desse banhista. E um pouquinho de constrangimento é bom para ele aprender, porque esse tipo de movimento traz este olhar, esta consciência.

Presidente da Federação de Bodyboading do Rio, Flávio Britto acredita que os banhistas hoje estão mais conscientes, mas observou que ainda há muito lixo nas praias:

— Em Copacabana, as praias próximas às saídas do metrô acumulam mais lixo, porque o movimento ali é maior. A gente percebe que falta informação. Se as pessoas soubessem os problemas que o lixo pode causar à saúde e ao ambiente, teríamos praias mais limpas. Por isso, o mutirão é tão importante.

Fonte: O Globo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda 21, AMBIENTE URBANO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s