Arquivo da categoria: Ciclovia

Prefeitura do Rio divulga texto do decreto sobre bicicletas elétricas

A prefeitura do Rio de Janeiro divulgou, nesta sexta-feira, o texto do decreto sobre a circulação das bicicletas elétricas pela cidade. A publicação do ato deve ser na próxima-segunda-feira.

A providência ocorre após a apreensão de uma unidade do meio de transporte em uma blitz da Lei Seca, em Copacabana, na Zona Sul, no último dia 28.

Por conta de este tipo de bicicleta não constar no Código Brasileiro de Trânsito, o Denatran se pronunciou dizendo que o veículo não pode circular. Até a publicação, as multas para quem for pego nas blitzes da Lei Seca ainda estão válidas.

Na manhã desta sexta-feira, o prefeito Eduardo Paes já havia divulgado a elaboração do decreto normatizando o uso das bicicletas motorizadas. Ele se manifestou no sentido de tratar os modelos como bicicletas tradicionais.

A bicicleta apreendida ainda não foi devolvida ao dono. Ela está em um depósito em Niterói, na Região Metropolitana do estado.

Portal R7

Deixe um comentário

Arquivado em AMBIENTE URBANO, Ciclovia, Cidades sustentáveis, Nossos bairros

Rio de Janeiro quer aumentar uso da bicicleta no transporte urbano

O governo do Rio de Janeiro firmou, no dia 26/03, acordos para estimular o uso de bicicletas como meio de transporte. O secretário estadual de Transportes do Rio de Janeiro, Júlio Lopes, disse que a meta do governo é passar dos atuais 3% para 10% o deslocamento por bicicleta.

“O que é importante nesse programa não é o que estamos fazendo e sim o que nós induzimos que seja feito. Que os prefeitos, os secretários municipais de transportes, a população em geral, passe a ver a bicicleta como uma opção modal importante para contribuição da sustentabilidade e para qualidade de sua vida”, disse Lopes.

A assinatura ocorreu na semana que antecede o World Bike Tour, passeio ciclístico do próximo domingo, que ocorrerá pela primeira vez no Rio de Janeiro.

Segundo o relações públicas do evento, José Luiz Costa, a exemplo do que houve em São Paulo, o Rio poderá melhorar a estrutura das ciclovias e ciclofaixas. “Em São Paulo, quando o evento chegou em 2009, as ciclofaixas e ciclovias tinham uma extensão muito reduzida. Hoje elas crescem a cada dia. Mais de 50 mil pessoas pedalam nas ciclofaixas de São Paulo aos domingos”.

O passeio terá o percurso de 11 quilômetros. A largada será na Praia de Copacabana e a chegada no Aterro do Flamengo. Seis mil pessoas foram sorteadas para participar da corrida, que teve 50 mil inscritos. Os participantes irão receber um kit com capacete, camiseta e uma bicicleta.

O World Bike Tour teve início em 2006 e já ocorreu em Lisboa e Porto, em Portugal, Madri, na Espanha e São Paulo. Esta será a 19ª edição do evento.

Portal Terra

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda 21, AMBIENTE URBANO, Ciclovia, Cidades sustentáveis, Governo do Estado, Ideia sustentável

Bicicletário Legal

Foto: Anderson Clayton

Imitando em um modelo parisiense, a prefeitura da Cidade do  Rio de Janeiro  lançou no dia 28 do mês passado, novo programa de aluguel de bicicletas. O sistema desenvolvido com a empresa concessionária Serttel, prevê a instalação de 60 estações de aluguel de bicicleta em 14 bairros da Zona Sul até 13 de dezembro.

Os cariocas vão poder usufruir do sistema de aluguel de bicicleta,  já utilizado em cidades européias, como Paris e Barcelona. As estações terão energia solar e as os bicicletários terão travas e pinos de fixação para reforçar a segurança e dificultar o furto das bicicletas. Onze estações já foram inauguradas, nos seguintes pontos: na orla da Av. Atlântica no Posto 6, Sá Ferreira, Miguel Lemos, Cantagalo, Santa Clara, Dias da Rocha, Praça Serzedelo Correia, Siqueira Campos, Copacabana Palace, Cardeal Arcoverde e Princesa Isabel.

Para utilizar o serviço, basta se cadastrar no site http://www.mobilicidade.com.br e adquirir o passe Samba, optando pelo pacote mensal. A mensalidade custará R$ 10 ou R$ 5 por uso diário. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito. O passe vale por 60 minutos.

Deixe um comentário

Arquivado em Alto Verão Carioca, AMBIENTE URBANO, Ciclovia, Cidades sustentáveis, Ideia sustentável

Caminhos da Terra leva roteiros de bicicleta

A Caminhos da Terra estará presente na 39ª edição da Feira das Américas – Abav 2011. Tendo como diferencial oferecer passeios de bicicleta, a empresa vai apresentar diversas opções de roteiro. Os agentes de turismo e guias de viagem que comparecerem ao stand, localizado no Pavilhão América, poderão fazer um famtour.

Os circuitos poderão ser feitos a pé, de carro ou de bicicleta. Entre as opções, a empresa vai oferecer os roteiros Barra- Recreio, Orla Carioca e Centro Histórico do Rio. Além desses passeios guiados, serão disponibilizadas bikes para que os profissionais pedalem nas ciclovias das zonas sul e oeste do Rio.

“O Rio de Janeiro encanta o turista pelas belezas naturais. Na feira, vamos ajudar os profissionais a viverem a experiência de caminhar e pedalar por lugares que fazem parte do cotidiano carioca, mas que muitas vezes, o turista acaba não vivenciando na plenitude. Até mesmo nos passeios de carro, os guias terão a preocupação de mostrar aspectos que muitas vezes passam despercebidos pelos visitantes”, disse a sócia da Caminhos da Terra, Alzira Lima.

Confira os roteiros que serão apresentados aos profissionais de turismo durante a Abav:

1) Barra da Tijuca / Recreio dos Bandeirantes

– Passeio pela orla da Barra da Tijuca/Recreio, que pode ser feito a pé, de carro ou bike. Lanche (opcional)

2) Floresta da Tijuca – Corcovado

– Floresta da Tijuca. Passeio a pé, de carro ou bicicleta pela estrada das Paineiras, com subida ao Corcovado.

3) Parque do Flamengo

– Passeio de bicicleta, triciclo ou caminhada pelo Parque do Flamengo. Visita ao Museu de Arte Moderna, piquenique no gramado, visita ao Monumento aos Mortos da Segunda Guerra, Marina da Gloria, Paisagismo de Burle Marx, flora e fauna, observação de pássaros, foz do Rio Carioca. Explanação sobre a fundação da cidade e sobre a Baía de Guanabara.

4) Leme, Copacabana, Ipanema, Leblon e Lagoa Rodrigo de Freitas

– Passeio de bicicleta ou caminhada pela Orla do Leme – Copacabana, Ipanema Leblon, Lagoa Rodrigo de Freitas.

5) Pão de Açúcar

– Passeio de bicicleta, triciclo, carro ou caminhada pela Urca, enseada de Botafogo, Parque do Flamengo, visita ao Monumento Estácio de Sá, explanação sobre a Fundação da Cidade, o paisagismo de Burle Marx e a Baía de Guanabara. Piquenique no Gramado.

6) Centro Histórico do Rio Antigo – Noturno

– Passeio de bicicleta, triciclo, carro ou caminhada pelo Centro Histórico do Rio, Cinelândia, Av. 1º de Março, Pres. Vargas, Uruguaiana, Largo da Carioca, Praça Tiradentes, Av. Chile, Rua do Lavradio – Lapa. Jantar – Lapa (opcional).

A Feira das Américas acontece entre os dias 19 e 21 de outubro, das 11h às 18h, no Riocentro, zona oeste do Rio de Janeiro e vai reunir os principais profissionais do setor turístico internacional.


Deixe um comentário

Arquivado em Ciclovia, Cidades sustentáveis

Das 19 estações para aluguel de bicicleta no Rio, 13 não funcionam adequadamente

O projeto Pedala Rio, que integra o sistema de Bicicletas Públicas Samba (Solução Alternativa para a Mobilidade por Bicicletas de Aluguel), enfrenta problemas. Das 19 estações em funcionamento espalhadas ao longo da orla da zona sul, 13 não estão funcionando de forma adequada, como a imagem acima disponibilizada pelo site http://www.mobilicidade.com.br confirma.

O programa tem por objetivo alugar, com baixo custo, bicicletas aos moradores e turistas para aumentar a utilização de veículos considerados mais sustentáveis, melhorando assim a qualidade do ar na cidade e também proporcionando qualidade de vida para a população.

O sistema, inspirado no Vélib francês – que conseguiu criar o hábito com bastante sucesso entre os franceses – em terras cariocas não teve o mesmo êxito. Operado pela empresa Serttel, que tem a concessão do serviço, e licitado pela prefeitura, o programa foi lançado em janeiro de 2009, com previsão de implantação de até 50 estações e 500 a 1000 bicicletas, nos bairros de: Copacabana, Leblon, Ipanema, Lagoa, Botafogo, Flamengo, Centro e Tijuca. As 19 estações implantadas ficam nos bairros de Copacabana, Leblon, Ipanema e Lagoa.

Fonte: R7

Deixe um comentário

Arquivado em AMBIENTE URBANO, Ciclovia, Cidades sustentáveis, Ideia sustentável, Metrô

Copacabana a 30 km/h

O limite da velocidade nas ruas internas de Copacabana é de 30 km/h. A mudança, no trecho que foi batizado de Zona 30, começou a a valer no mesmo dia em que o Rio aderiu pela primeira vez ao movimento mundial para reduzir a circulação de carros na cidade.

O motorista que não cumprir a determinação pode pagar pelo menos R$ 127,69 de multa, além de perder cinco pontos na carteira. A alteração no velocímetro só não vale as ruas Toneleiros e Barata Ribeiro e as avenidas Atlântica, Princesa Isabel e Nossa de Senhora de Copacabana.

A Secretaria Municipal de Transporte não colocará radares nas ruas da Zona 30, mas a Guarda Municipal vai reforçar o patrulhamento para punir os motoristas que deixem de cumprir a nova determinação.

Foco na bicicleta para deixar o carro

A prefeitura vai tomar outras iniciativas para moradores do Rio reduzirem o uso de veículos. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente pretende instalar mais estações de bicicletas de aluguel, ampliar as ciclovias e criar vestiários em casarões que serão adaptados.

O vice-prefeito e secretário de Meio Ambiente, Carlos Alberto Muniz, quer terminar a gestão com mais de 300 km de ciclovias na cidade, com ênfase na Zona Oeste e na ligação Sul-Centro.  Já o Instituto Pereira Passos está fazendo um estudo para transformar os casarões, que poderiam abrigar lanchonetes e academias” para que a cidade possa ganhar 11 (onze) estações de bicicletas de aluguel.

Deixe um comentário

Arquivado em Ciclovia, Cidades sustentáveis, Nossos bairros

Uma aventura para ciclistas: nova ciclovia no Túnel Velho

As obras para a construção de 5,5 quilômetros de ciclovias na Zona Sul começam nos próximos dias, com projetos já licitados e aprovados — ligam Gávea e Jardim Botânico; Praia de Ipanema à estação de metrô do bairro; Botafogo à Praia Vermelha; e Botafogo a Copacabana pelo Túnel Velho. Este último trecho, porém, tem causado polêmica entre ciclistas. Por ali, são feitas cerca de 64 viagens por hora, só no sentido Botafogo-Copacabana, segundo levantamento da ONG Transporte Ativo. É o trecho de maior movimento sobre duas rodas da Zona Sul.

Segundo o subsecretário de Meio Ambiente, Altamirando Moraes, a nova ciclovia ocupará somente a via superior do túnel, que leva de Botafogo a Copacabana. E será construída onde já existem passarelas para a passagem de pedestres.

— Uma das passarelas será exclusiva dos pedestres e a outra, exclusiva dos ciclistas, mas ainda não definimos em que lado ficará a dos ciclistas — diz Moraes.

O subsecretário conta que está prevista a colocação de um piso especial, com pintura das faixas da ciclovia, e melhoria da iluminação.

Para o presidente da ONG Transporte Ativo, José Lobo, a infraestrutura da ciclovia vai determinar o sucesso ou o fracasso do projeto:

— Não conheço o projeto em si, mas o importante é como ela vai ser estruturada. É claro que alguma coisa tem que ser feita, porque já é uma via de muito movimento de ciclistas. Se for bem feita, será um benefício enorme para motoristas e ciclistas. Se for malfeita, não vai ser utilizada, e a obra será em vão.

O ciclista e comerciante Daniel Uram conheceu o projeto por meio de conversas da associação Sociedade de Amigos de Copacabana (SAC) com a prefeitura. Morador de Copacabana, ele questiona a necessidade de atravessar a rua para pegar a ciclovia:

— Por Copacabana, a ciclovia viria pelo lado esquerdo da Rua Figueiredo de Magalhães, onde tem um hospital com entrada e saída de veículos o tempo todo. Chegando à Praça Vereador José Leão, o ciclista seria obrigado a atravessar onde não tem sinal. É um perigo!

Tirado do Bairros.com

Deixe um comentário

Arquivado em Ciclovia, Cidades sustentáveis