Postos de Combustíveis revolucionários

Entre  as  estratégias  para  gerar  impacto  e  causar  boa  impressão,  a Petrobras Distribuidora (então Superintendência  de  Distribuição da Petrobras)  investiu  no  aspecto  físico  de  seus postos, ou seja, na parte mais visível do negócio. Uma verdadeira vitrine, pela qual o consumidor costuma julgar a eficiência da empresa. A construção de postos próprios foi também uma das primeiras iniciativas, que procurou selecionar pontos estratégicos para a sua instalação. Além de estarem situados em locais de grande circulação, vários postos foram implantados tendo em vista os planos urbanísticos e turísticos das principais cidades brasileiras.

Os novos postos Petrobras começaram a surgir em 1968, quando a equipe do arquiteto Dilson Gestal Pereira venceu a concorrência pública para projetar um posto ao lado  da refinaria Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.  A  direção  da Petrobras deu plena liberdade para execução do projeto, que se traduziu em um grande vão envidraçado, composto por um teto de concreto levemente abaulado. O projeto foi bem aceito pela empresa e pela população.

Em 1970, a foi inaugurado outro posto de gasolina projetado por Gestal Pereira, o posto da Catacumba, na Lagoa Rodrigo de Freitas, também no Rio de Janeiro.  Com  uma  arquitetura inovadora, de linhas arredondadas, o posto da Catacumba mais lembrava uma nave espacial do que um posto de gasolina. Este projeto foi premiado na Exposição Internacional de Munique, Alemanha, em 1970, como o posto mais funcional e de arquitetura mais arrojada.

A ideia que guiava os novos projetos era a de que cada posto deveria ser construído em função de seu ambiente. Essa proposta ficou bem clara com o projeto do primeiro posto da Avenida Atlântica, na altura do Lido, inaugurado em 1971. As estruturas de vidro arrematadas por uma cobertura em forma de pétalas em fibra de vidro lembravam uma barraca de praia. A leveza construção procurou respeitar a beleza local, sem interferir em demasia na paisagem, mantendo em destaque a praia de Copacabana, um dos cartões postais do Rio de Janeiro.

Fonte: Petrobrás – Fatos e Dados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s