Arquivo da tag: Ambulantes

Choque de Ordem nas Praias

Durante o primeiro dia da Operação Choque de Ordem nas Praias Verão 2011 deflagrada nesta quarta-feira, agentes da Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) rebocaram 50 veículos e multaram 180 por estacionamento irregular no trecho da orla do Leme ao Recreio dos Bandeirantes. Sete dos veículos – kombis e vans – serviam como depósitos de mercadoria de ambulantes de praia.

“Não haverá tolerância com os motoristas que insistirem em parar seus veículos de forma irregular tanto no trecho da orla quanto nas ruas transversais. Estamos com o dobro de reboques do ano passado”, disse o secretário Alex Costa.

Choque de Ordem

Agentes de Controle Urbano da Seop apreenderam nas areias: 13 águas, 15 cervejas, 12 cadeiras, 14 guarda-sóis, 2 placas publicitárias, 1 bicicleta, 2 pás, 5 isopores, 1 carrinho, 1 quadriciclo e 3 pulverizadores. Durante a fiscalização na orla, oito flanelinhas que atuavam em trechos entre Copacabana e Leblon foram detidos. Sete deles foram conduzidos para a 12ª DP (Copacabana) e um para a 14ª DP (Leblon). Quinze moradores de rua, sendo 2 menores, foram acolhidos na orla de Copacabana e levados para o abrigo da Prefeitura na Ilha do Governador.

Na tarde de terça-feira, 7 de dezembro, um dia antes do início da Operação Verão 2011, agentes de Controle Urbano da Seop estouraram um depósito clandestino com grande quantidade de mercadoria de ambulantes que estavam escondidas em um porão localizado embaixo do Posto 13 na Praia de São Conrado. Através de denúncias, agentes de Controle Urbano da Seop constataram a ilegalidade e apreenderam: 434 cadeiras plásticas, 167 cadeiras de alumínio, 176 guarda-sóis, 9 bancos, 3 mesas de plástico, 2 armações de barraca, 1 bomba d`água, 847 latas de cerveja, 687 bebidas não alcoólicas. As mercadorias estavam estocadas em local onde havia esgoto in natura e presença de ratos. Todo o material apreendido foi levado para um depósito da Prefeitura. Durante a operação, 500 kg de lixo (pedaços de madeira e de ferragens) foram recolhidos pela Comlurb.

Fonte O Dia online

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Alto Verão Carioca, Secretaria de Ordem Pública, Subprefeitura da zona sul

Inflação nas praias cariocas começa com a proximidade do verão

Se há alguns anos era possível ir à praia com apenas R$ 10 no bolso, hoje em dia uma tarde de sol na orla carioca não sai por menos de R$ 30. A constatação é de quem frequenta e observa que já na primavera, os preços das bebidas, biscoitos e até das cadeiras e barracas, ficam inflacionados.

“Antes eu trazia só R$ 10 e conseguia ficar o dia inteiro. Outro dia uma amiga minha levou R$ 30 e voltou com R$ 5 pra casa. As coisas estão muito caras”, contou a estudante Letícia.

Com 40 anos de praia, o ambulante Francisco Gomes Oliveira, conhecido no Arpoador, na Zona Sul do Rio, conta que estipula o preço dos produtos que vende de acordo com o cliente.

“Eu vendo biscoito por R$ 2,50. Mas dependendo do cliente sai por R$ 2. Depende do dia, do tempo também. A concorrência no Arpoador é grande”, explicou Oliveira.

Posto de Salvamento reformado

Já os banhistas que utilizam os banheiros dos postos de salvamento da orla de Copacabana, se assustaram com o recente aumento de R$ 1 para R$ 1,50. O banho de ducha no mesmo local está saindo por R$ 3. O aumento é reflexo da troca de administração dos postos.

A elevação no custo do uso dos banheiros traz uma preocupação para os moradores. Para o presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, Horácio Magalhães,  o preço tende a prejudicar o lazer dos banhistas.

“A praia é o lugar mais democrático para se ter lazer. Pra lá vão pessoas de várias regiões. Imagina um casal com dois filhos, quanto não vai gastar para usar o banheiro? Esse aumento pode gerar uma reação dos frequentadores que deixarão de pagar para simplesmente fazer na praia o que fariam nos sanitários”, explicou.

Oséas Silva, de 44 anos, aluga cadeiras e vende bebidas nas areias do Arpoador. Segundo ele, os preços ficam muito mais elevados durante estações como primavera e verão.

“O saco de gelo, por exemplo, sai por R$ 6 durante o inverno. No verão, o fornecedor vende por R$ 10. Temos que repassar esses custos ao cliente, se não, não lucramos nada”, disse. E acrescentou: “Dependendo do cliente a gente faz uma promoção. É só chorar um pouquinho”, brincou ele, que cobra R$ 8 pelo aluguel de uma barraca e cadeira.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Arquivado em Alto Verão Carioca

Conflito entre Guarda Municipal e camelôs gera correria em Copacabana

Confronto da Guarda Municipal e os Ambulantes

Guardas municipais e camelôs entraram novamente em conflito nesta quarta-feira em Copacabana, na Zona Sul do Rio. As informações foram confirmadas pela assessoria da Polícia Militar, que não informou se há feridos.

Os ambulantes foram abordados por agentes da Guarda Municipal quando vendiam produtos ilegais, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, esquina com a Rua Santa Clara. Muitos pedestres ficaram assustados e se esconderam em lojas.

De acordo com a Guarda Municipal, a confusão teria começado após uma ambulante ter sido presa por desacato e agressão. Os camelôs e os agentes foram levados para 12ª DP (Copacabana), onde o caso foi registrado.

“Durante a abordagem, descontrolada, a ambulante cuspiu no rosto de um dos guardas e agrediu os demais. Além disso, um dos guardas foi ferido no braço com arranhões. Durante a abordagem, pessoas que passavam no local atiraram paus e pedras na viatura da GM-Rio, que ficou danificada”.

Portal SRZD

Deixe um comentário

Arquivado em Guarda Municipal

Ambulantes e guardas entram em confronto em Copacabana

Uma briga com vendedores ambulantes em Cobacabana, no Rio de Janeiro, deixou um guarda ferido e danificou uma viatura da Guarda Municipal na tarde desta quarta-feira. O problema começou quando uma mulher que vendia óculos foi detida após desacatar os guardas que apreendiam suas mercadorias. Segundo os agentes, outros ambulantes se envolveram na confusão, agredindo os guardas, que reagiram.

A briga assustou pedestres, motoristas e comerciantes, que baixaram as portas de lojas onde várias pessoas procuravam abrigo. A PM foi acionada e levou os guardas e os ambulantes para a 12ª DP (Copacabana), onde está sendo registrada ocorrência.

Portal Terra

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized