Arquivo da categoria: Uncategorized

Manual de sobrevivência após a morte da CLT

Fonte: Manual de sobrevivência após a morte da CLT

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Prefeitura do Rio lança Rio Guia Oficial

A Prefeitura do Rio de Janeiro está lançando o aplicativo “Rio Guia Oficial”, criado pelo Grupo Mobi para ser utilizado nas plataformas iPhone e Android. A novidade já está disponível para download gratuito, em versões em português, inglês e espanhol.

O guia traz telefones úteis da cidade, incluindo ainda dicas de hospedagens, passeios, itinerários de ônibus, serviços, compras e locais para a prática de esportes. Há também uma área destinada à cultura e entretenimento, que informa a programação de museus, teatros, bares e casas de espetáculos. Aproveitando o carnaval, o aplicativo traz ainda uma seção voltada aos foliões com o roteiro completo de blocos de rua, bailes e dos desfiles da Sapucaí.

“O Rio Guia Oficial permite que o usuário tenha as principais informações sobre a cidade na palma da mão e assim aproveitar melhor tudo que a cidade oferece”, diz Fernando Gouvea, diretor do Grupo Mobi no Rio. A ideia é que este aplicativo seja mais um passo para a modernização da comunicação da prefeitura e de governantes com a população.

Fonte: Meio & e Mensagem

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Prefeitura do Rio apresenta balanço do Carnaval 2011


Bloco carnavalesco Simpatia É Quase Amor

Simpatia É Quase Amor foto : Pedro Kirilos/Riotur

Prefeitura do Rio apresentou na manhã desta segunda-feira, dia 14, o balanço geral do Carnaval 2011, que teve recorde de foliões nas ruas e de turistas na cidade. Com o sucesso desse Carnaval, o Rio de Janeiro se consagra como o maior carnaval de rua do país, atingindo a marca de 4,9 milhões de foliões espalhados em diferentes pontos da cidade.

Desse total, 1 milhão era de turistas, sendo 700 mil nacionais e 300 mil estrangeiros. A Folia de Momo gerou U$750 milhões, teve 96% da rede hoteleira ocupada e registrou um aumento de 15% no número de pacotes vendidos.

O secretário especial de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, fez um balanço positivo sobre o evento.

– O Rio teve um Carnaval de muita tranqüilidade e de sucesso absoluto.

Tivemos 1 milhão de turistas, estávamos esperando 750 mil. O Carnaval é a maior festa popular do mundo. O Rio de Janeiro prova que tem o maior Carnaval do Brasil. Foi um Carnaval sem maiores incidentes, onde as pessoas brincaram nas ruas.

Ao comentar sobre a infraestrutura e prestação de serviços da Prefeitura do Rio, o secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osório, disse que a operação carnavalesca foi bem-sucedida porque existia um planejamento e por causa do funcionamento do Centro de Operações Rio. Osório comparou o Carnaval com as Olimpíadas, que serão realizadas na cidade em 2016.

– O Rio de Janeiro encerrou ontem (domingo) uma operação de guerra.

Talvez a mais complexa em termos de logística da história recente da nossa cidade. Tivemos a movimentação de quase 5 milhões de foliões, que participaram de 424 blocos, em todas as regiões da cidade. E o Rio de Janeiro que se prepara para os Jogos Olímpicos pode respirar tranquilo, sabendo que nós temos capacidade operacional. Os Jogos Olímpicos, por exemplo, terão 9 milhões de espectadores, em arenas com lugar marcado, uma operação pré-determinada mais fácil. Os Jogos Olímpicos têm 303 eventos. Nós tivemos 424 eventos em toda a cidade no

Carnaval. Os Jogos Olímpicos têm mais ou menos 47 instalações esportivas onde esses eventos acontecem. Nós tivemos mais de 100 locais onde esses blocos desfilaram e a cidade funcionou.

A apresentação dos dados do Carnaval foi realizada na sede da Riotur, no Centro, e contou com a participação do secretário especial de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello; dos secretários municipais de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osório; de Ordem Pública, Alex Costa; da presidente da Cet-Rio, Cláudia Secin; do chefe-executivo do Centro de Operações Rio, Sávio Franco; e do superintendente da Guarda Municipal, Ricardo Pacheco.

Banda de Ipanema

Banda de Ipanema

Carnaval 2012

Com o objetivo de desafogar o número de blocos na Zona Sul do Rio de Janeiro e proporcionar um melhor Carnaval para os foliões e moradores da cidade, a Riotur já começou a fazer um estudo detalhado que pretende reduzir pela metade o número de foliões da região para o Carnaval de 2012.

Entre os quesitos que serão analisados sobre as mudanças para o próximo carnaval estão a tradição dos blocos e a identidade deles com os bairros, como exemplos a Banda de Ipanema, o bloco Simpatia Quase Amor, Acadêmicos do Vidigal, entre outros.

Em 2011, 424 blocos foram cadastrados e desfilaram pela cidade, número 10% inferior ao de 2010, quando 465 saíram pelas ruas do Rio. Na Zona Sul o público estimado para esse ano, que era de 744 mil pessoas, chegou a 1.543 milhão, entre cariocas e turistas.

Conteineres químicos

Conteineres químicos com o esgoto escorrendo e calçada avariada

Banheiros químicos e containers

Ao longo de 22 dias, foram posicionadas, higienizadas, e transportadas 7.400 cabines de banheiros químicos, em mais de 800 endereços na Cidade do Rio de Janeiro. Instalados e operados 40 containers sanitários, em 17 pontos da Zona Sul, Centro e Tijuca.

A estimativa é que tenham sido recolhidos mais de 1.200.000 litros de xixi pelos banheiros químicos, e 750.000 litros, pelos containers, ou seja, no total, o equivalente a 3 piscinas olímpicas de urina.

Balanço dos órgãos públicos que atuaram no Carnaval da cidade

Centro de Operações Rio

Em seu primeiro carnaval, O Centro de Operações Rio inaugurado no dia 31 de dezembro do ano passado para monitorar a cidade e os grandes eventos, ajudou no controle do tráfego e da multidão arrastada pelos blocos de rua com o auxílio de quase 500 câmeras e de operadores de 30 órgãos municipais, concessionárias, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, que trabalharam 24 horas por dia durante o feriadão.

Para chegar no meio do povo e zelar pela folia ainda mais de perto, o Centro contou com o apoio da tecnologia do carro-espião e da mochila-vigilante. A câmera, que filma 360 graus, flagrou mijões e teve papel fundamental no socorro de um jovem que se acidentou durante o Bloco das Carmelitas, em Santa Teresa, na sexta-feira de carnaval.

Com ajuda da ferramenta, o socorro dos Bombeiros chegou mais rápido ao local, salvando a vida do folião, que teve traumatismo craniano.

A chuva tentou, mas não tirou o brilho da folia carioca. Uma equipe de meteorologistas, de plantão 24h horas, monitorou as condições do tempo através do radar meteorológico e das 33 estações pluviométricas. No entanto, não houve registros de transtornos. Grajaú (35,4mm), Tijuca (35,2mm) e Bangu (34,6mm) foram os bairros onde mais choveu.

Bloco Broxadão em Copacabana

SEOP (Secretaria Especial de Ordem Pública)

Cerca de 2 mil pessoas entre agentes da Seop e guardas municipais atuaram no combate ao xixi na rua, ambulantes não credenciados, estacionamento irregular e também na dispersão dos blocos, desde os três fins de semana anteriores ao início do Carnaval.

Desde o desfile dos blocos pré-carnavalescos, 1.802 veículos foram rebocados e 7.488 multados por estacionamento irregular. A operação choque de ordem levou para a delegacia 777 mijões. Foram apreendidos 14.993 itens do comércio ambulante entre eles, bebidas, isopores e alimentos.

Guarda Municipal

A Operação Carnaval 2011 da Guarda Municipal do Rio de Janeiro registrou uma queda de 58% no número de ocorrências relacionadas ao patrulhamento em geral (como crianças perdidas, solicitações do Disque Ordem, atendimento a turistas, entre outros) e crescimento de 2,5% no número de veículos infracionados em relação ao Carnaval do ano passado. Além disso, subiu para 232 % o número de veículos rebocados.

O Centro de Controle Operacional (CCO) da Guarda Municipal do Rio de Janeiro registrou 89 ocorrências durante o Carnaval em toda a cidade, o que representa uma queda de 58% em relação ao ano anterior. No Carnaval de 2010, a GM-Rio registrou 214 ocorrências, 108 ocorrências (2009), 79 ocorrências (2008), 94 ocorrências (2007), 97 (2006), 214 (2005), 154 (2004), 406 (2003), 281 (2002) e 323 (2001).

Foram notificadas 3.723 infrações das 12h de sexta-feira, dia 12, às 6h desta quarta, dia 9, um aumento de 2,5% no número de multas em relação a 2010, quando foram registradas 3.629 multas.

Já em relação ao número de veículos rebocados pela GM-Rio neste Carnaval houve um aumento de 232 %, uma vez que 778 veículos foram rebocados. Em 2010, foram 234 veículos rebocados. Já em 2009, foram 289 veículos rebocados.

COMLURB (Companhia Municipal de Limpeza Urbana)

A Comlurb removeu 1304 toneladas de lixo desde o desfile dos primeiros blocos de rua, em fevereiro, até o Monobloco, dia 13/03, quando foi encerrado o Carnaval. Nesse total estão incluídas também as quantidades de resíduos removidas do complexo do Sambódromo, Avenida Rio Branco e Estrada Intendente Magalhães.

O pré carnaval, com o desfile de blocos em vários bairros da cidade, foi responsável por gerar 268,6 toneladas de lixo. Durante os cinco dias oficiais de folia, a Comlurb contabilizou 849,5 toneladas. Esse número corresponde a um aumento de 12% em relação ao ano passado. Já os desfiles de blocos e escolas de samba após a Quarta-Feira de Cinzas produziram 186,1 toneladas.

Para a limpeza dos blocos, a Companhia elaborou um plano de ação classificando os blocos em quatro categorias especial, um, dois e três de acordo com demanda de recursos necessária para que a limpeza seja feita por um efetivo e equipamentos ideais. Desta forma, foram agilizados os procedimentos e atendimentos às demandas específicas de cada bloco. A limpeza aconteceu com o apoio de contêineres, caminhões compactadores, pulverizadores, pipas d’água, Kombi lava jato, caminhões basculantes, mini varredeiras, varredeiras mecânicas e mini basculantes. Todas as vias da cidade por onde passaram blocos foram atendidas com limpeza.

O asseio do Sambódromo e do Terreirão do Samba ficou a cargo de 1572 garis. Na Estrada Intendente Magalhães, atuaram 43 garis, a cada dia. Os trabalhadores tiveram o apoio de caminhões basculantes e compactadores, pipas d’água, pás carregadeiras e mini varredeiras.

Essa megaoperação da Comlurb foi realizada sem comprometer a limpeza ordinária, que é feita diariamente pela empresa em todos os bairros do Rio.

A coleta seletiva no Sambódromo foi feita por 70 catadores das organizações Febracom, CataRio e Movimento Nacional de Catadores do Rio de Janeiro, que removeram 71,7 toneladas de materiais recicláveis, entre os dias 04 e 12/03.

Bloco da politicagem

Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil

Durante os seis dias de desfiles das escolas de samba, foram atendidas 1.918 pessoas, em sua maioria por cefaleia (dor de cabeça) e cortes. Ao todo, foram necessárias 57 remoções para hospitais da rede municipal (cerca de 3% do total de atendimentos). As transferências foram motivadas, principalmente, por hipertensão, fraturas, entorses e mal estar. O segundo dia de desfile do grupo A, dia 7, concentrou o maior número de atendimentos, totalizando 568 consultas, 30% do total.

A Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC) ofereceu à população oito postos de saúde localizados estrategicamente no Sambódromo e Terreirão do Samba, que contaram com mais de 150 profissionais de saúde de plantão, além de 16 ambulâncias UTIs. As unidades estiveram abertas a partir das 18 horas, localizadas na Concentração, setores 2, 7 e 11, Rua Salvador de Sá, Apoteose e duas no Terreirão do Samba.Todas contaram com equipamentos de suporte à vida, medicamentos, insumos e exames.

A Defesa Civil Municipal não registrou nenhum incidente grave e as equipes da Vigilância Sanitária que estavam de plantão na Marquês de Sapucaí realizaram 125 vistorias em estabelecimentos de alimentação, emitiram 30 autos de infração e inutilizaram 70kg de comida e 20 litros de bebidas. As principais causas de infração foram por armazenamento de alimentos fora da temperatura adequada e/ou estocados em condições inadequadas, falta de higiene, produtos impróprios para consumo e fora do prazo de validade.

No ano passado, 2.175 pessoas foram atendidas e 54 transferidas para hospitais (2,4% do total de atendimentos). As principais causas foram intoxicação alcoólica, crise hipertensiva (pressão alta), mal estar e problemas ortopédicos.

CET-RIO (Companhia de Engenharia e Tráfego)

A média diária de 1.000 agentes da Prefeitura atuando, sendo 750 agentes da Guarda Municipal e 250 operadores da CET-Rio. Além disso, a CET-Rio atuou com 22 reboques para desobstrução de vias; 25 motocicletas; 35 veículos de apoio operacional; 23 painéis de mensagens variáveis para orientar os motoristas e passar informações sobre as condições de trânsito. Destaque-se ainda que foram enviados 63 informativos de trânsito relacionados aos eventos carnavalesco.

RIOLUZ

Iluminação monumental do Sambódromo – 29 postes, 27 quadros de luz e 400 projetores com potência de 2mil watts cada. O sistema de proteção contra raios também foi reformado. Como esse trabalho, houve aumento de 35% a luminosidade da região.

Iluminação especial nos arcos da Apoteose – pelo lighting designer Peter Gasper, a nova iluminação conta com 288 projetores de 1000 watts de potência cada um, além disso, foram instalados 22 projetores em LED. A iluminação permitiu refletir nos arcos da Apoteose as cores de cada uma das escolas que desfilaram na Passarela do Samba.

Instalação de 914 projetores, num total de 1.255 pontos de luz a mais, em vias de grande concentração de pessoas durante o período de Carnaval. Os refletores, que aumentaram a luminosidade em 200%, e ficaram localizados nas avenidas Intendente Magalhães (84 projetores) e Rio Branco (112), no Terreirão do Samba (47), na área da dispersão (45) e na área de concentração (156) do Sambódromo.

A área no entorno do Sambódromo teve 1.000 pontos de luz reformulados em 43 vias. Na Avenida Presidente Vargas foram reformulados 660 pontos de luz, com lâmpadas de vapor metálico.

Polícia Civil

De acordo a Polícia Civil, houve uma queda em 18 crimes durante o feriado de carnaval no Rio. O número de homicídios dolosos ficou 40 em 2011 contra 72 em 2010. Lesão corporal culposa caiu de 414 para 382. A queda de lesão corporal dolosa foi de 1.040 para 662. O roubo de veículos em 2011 foi de 212 para 172.

Texto: Anna Beatriz Cunha

Extraído de: Prefeitura do Rio de Janeiro

Bloco carnavalesco Monobloco na av. Rio Branco, RJ

Monobloco


Deixe um comentário

Arquivado em Alto Verão Carioca, AMBIENTE URBANO, Carnaval, Cultura, Guarda Municipal, Megaeventos, Polícia Militar, Uncategorized

Copacabana ganha mais duas Academias da Terceira Idade

A Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SESQV) inaugurou, mais quatro unidades da inovadora Academia da Terceira Idade (ATI). Desta vez, foram contemplados na zona sul, em Copacabana (Praça do Lido) e Bairro Peixoto e mais os bairros de Ipanema, Leblon.

Cada ATI é composta por módulos de aparelhos que permitem a prática de atividades físicas que atendem diretamente à necessidade dos idosos, trabalhando, de forma conjunta, exercícios de força e flexibilidade. Além disso, a seqüência de exercícios ajuda a desenvolver, também, a capacidade aeróbica do praticante.

Agora, o projeto já se faz presente também nos bairros do Leme, Flamengo, Botafogo, Largo do Machado, Cavalcanti, Copacabana (3), Ipanema, Leblon, Anchieta, Penha, Ilha do Governador (2), Tijuca, Vila Isabel, Bangu (2) e Praça Seca. E assim, o Rio passará a contar com 19 academias e a estimativa é de chegar a um total de 80, até o final de 2012.

Aulas supervisionadas por professores de educação física e profissionais de saúde acontecem de segunda a sexta, das 7h às 10h e das 16h às 19h. Para conhecer os endereços das academias, basta visitar o site www.rio.rj.gov.br/web/sesqv ou entrar em contato com a Ouvidoria da SESQV no telefone (21) 2976-3711.

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Copacabana recebe símbolo de celebração judaica

Um candelabro gigante chama atenção de moradores e turistas que passam pela orla de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro (RJ). A peça, posicionada na avenida Atlântica entre as ruas Santa Clara e Figueiredo Magalhães, é o símbolo da cerimônia judaica Chanuká, conhecida também como a Festa das Luzes.

Com oito braços, o candelabro possui nove velas simbólicas que serão acesas durante oito dias, começando nesta quarta-feira, 1º de dezembro. A ação é realizada no Rio, há pelo menos dez anos, pela Associação Cultural e Beneficente Beit Lubavitch. A primeira vela a ser acesa é a que ocupa a área central do chanukiá – como é chamado o candelabro.

Candelabro judaico - Chanuká

Neste ano, a celebração prega que as luzes do Chanuká propaguem as forças e os ideias dos jovens, revelem a solidariedade e o lado bom das pessoas, iluminem os caminhos da paz e contagiem a todos através do sorriso e da inocência das crianças.

Segundo os organizadores, um evento no local está programado para as 19h de domingo, dia 5 de dezembro.

O Chanuká comemora o momento em que os macabeus reconsagraram o Templo Sagrado e reacenderam o candelabro com azeite puro de oliva. O azeite encontrado no local era suficiente para apenas um dia, mas acabou durando oito, até que um novo óleo pudesse ser produzido e levado ao templo.

Deixe um comentário

Arquivado em Cultura, Uncategorized

Encosta desaba, atinge prédio e invade apartamentos em Copacabana

RIO – Uma encosta caiu na tarde deste domingo, na parte de trás de um prédio na Rua Barata Ribeiro 90, em Copacabana. Seis apartamentos foram invadidos por toneladas de terra, pedras e até árvores, e dez foram interditados pela Defesa Civil. Segundo técnicos do órgão, ainda há risco de desabamento por causa da chuva. A galeria de lojas que fica no térreo do prédio também foi danificada. Não há feridos no local. Os moradores ouviram o estrondo e correram. Cerca de 30 pessoas estão desabrigadas.

A Defesa Civil acredita que um vazamento de água causou o acidente. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) informou que o sistema de abastecimento que teria causado o desmoronamento pertence aos militares. A encosta era usada com frequência pelo exército brasileiro, para manobras. No início do ano, sacos foram colocados no local para conter um possível deslizamento, que poderia ser causado pelas chuvas.

O Globo

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Convenção Mundial da Soccerex

A maior feira do mundo de negócios do futebol, a Convenção Mundial da Soccerex será realizada em quatro anos de evento no Brasil (sempre no mês de novembro até 2013).

No Rio de Janeiro serão quatro dias de evento, com mesas redondas, discussões e encontros importantes.

Estima-se a participação de quatro mil pessoas de cem países num encontro com 300 expositores. Um dos destaques será a homenagem aos 40 anos do tricampeonato mundial, conquistado no México em 1970.

A Convenção Mundial da Soccerex engloba também um evento de dois dias na praia de Copacabana: o Football Festival, entre os dias 20 e 21 de novembro, com jovens talentos brasileiros e lendas do futebol, música e cultura para um torneio de futebol de praia. O Festival Soccerex será disputado em arena montada na praia de Copacabana e contará com time de ex-craques como a Holanda, Rud Gullit, a Inglaterra, Bryan Robson, a Argentina, Adiles e, o Brasil de Carlos Alberto Torres e Bebeto.

A Conferência será realizada em três dias no Forte de Copacabana, com feira de produtos e serviços e encontros entre os principais representantes do futebol mundial.

Realização: Sport Global Management.

Patrocínio: Governo do Estado do Rio de Janeiro / Secretaria Estadual de Turismo, Esporte e Lazer.

Site: http://www.soccerex.com.

Local: Forte Copacabana – Praça Coronel Eugenio Franco, 1 – Posto Seis – Copacabana.

sáb 20 de nov – qua 24 de nov de 2010

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Dia da Bandeira

sexta-feira, 19 de nov de 2010

Descrição

O Hino à Bandeira, composto por Francisco Braga, com letra de Olavo Bilac, foi cantado pela primeira vez na Escola Benjamin Constant em 1907, ano em que foi instituído o Dia da Bandeira por iniciativa do deputado cearense Thomaz Cavalcanti. Nossa Bandeira é o símbolo máximo da nacionalidade, nele se encerra o culto ao passado, às tradições, ao patriotismo dos nossos heróis que souberam manter nossa integridade e soberania. No Forte de Copacabana, no Monumento aos Mortos da II Guerra Mundial e no Palácio Duque de Caxias serão realizadas solenidades cívico-militares. Locais: Forte de Copacabana – Praça Coronel Eugenio Franco, 1 – Posto Seis | Monumento aos Mortos da II Guerra Mundial – Av. Infante D. Henrique – Centro | Palácio Duque de Caxias – Praça Duque de Caxias, 25 – Centro.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

6ª Degusta Rio

Quando: 20 – 24 de out de 2010

Descrição:

O evento conta com a participação de restaurantes e bares cariocas, produtores de cachaça, distribuidores de vinhos, vinícolas e cafés. Serão apresentadas palestras, workshops e atrações gastronômicas variadas. e-mail: degustario@degustario.com.br. Site: http://www.degustario.com.br. Local: Forte de Copacabana – Posto Seis.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Polícia Militar promove a troca da cúpula de diversos comandos

A Polícia Militar promoveu, nesta quarta-feira, mudanças no comando de dezessete unidades da corporação. De acordo com a cúpula da PM, as modificações são um alerta à tropa, por maior produtividade e controle de suas áreas. Na capital, as mudanças ocorreram, entre outras,nos batalhões do Leblon, Copacabana, Olaria, Maré, Botafogo e Estácio.

Responsável pela área de São Conrado, o 23º BPM (Leblon) registrou um dos maiores ataques de bandidos na cidade. Em agosto, 60 criminosos da Rocinha mantiveram 35 reféns num hotel cinco estrelas, após protagonizarem cenas de guerra no bairro. Mês passado, ocorreram arrastões no Joá e Jardim Botânico.

Na Zona Oeste, houve queda nos batalhões de Bangu e Jacarepaguá. Eles serão comandados, respectivamente, pelos tenentes-coronéis Djalma Beltrami e Carlos Souza. O coronel José da Silva Macedo Júnior vai assumir o 16º BPM (Olaria). A decisão e as metas para os novos comandantes foram traçadas ontem em reunião no Quartel Geral da corporação. A lista com os nomeados será publicada hoje no Boletim Interno da PM.

Na edição de ontem, o ex-comandante do 23º BPM tenente-coronel Rogério Leitão foi nomeado para o 4º BPM (São Cristovão), onde houve guerra de traficantes na Favela Parque Alegria, no Caju, na noite segunda-feira.

No mesmo documento, o tenente-coronel Marcos Neto ficou com a responsabilidade de assumir o 17º BPM (Ilha do Governador). Nos bastidores, a cúpula da PM avalia que a estratégia para o segundo mandato do governador Sérgio Cabral já começou.

Veja a lista completa do troca-troca da PM:

1º BPM (Estácio) – sai o Coronel Cezar Augusto Tanner de Lima Alves e assume o Tenente Coronel Ranulfo Souza Brandão Filho, que era subcomandante do 22ºBPM (Maré);

2º BPM (Botafogo) – sai o Tenente Coronel Antonio Carlos Carballo Blanco e assume o Tenente Coronel Antonio Henrique da Silva Oliveira, que era o comandante do 26ºBPM (Petrópolis);

4º BPM (São Cristovão) – sai o  Coronel Weber Guttemberg Collyer e assume o Tenente Coronel Rogério Luiz Teixeira Leitão, que era comandante do 23ºBPM (Leblon);

5º BPM (Praça da Harmonia) – sai a Tenente Coronel Sayonara do Valle e assume o Coronel José Luis Castro Menezes, que era o coordenador do CAC (Coordenadoria de Análise Criminal);

7º BPM (Alcântara) – sai o Tenente Coronel Roberto Gil da Conceição Silva e assume o Tenente Coronel Claudio Luiz Silva de Oliveira, que servia no Hospital da Corporação em Niterói;

14º BPM (Bangu) – sai Coronel José da Silva Macedo Júnior e assume o Tenente Coronel Djalma José Beltrami Teixeira, que era o comandante do 18ºBPM (Jacarepaguá);

16º BPM (Olaria) – sai o Coronel Antonio Jorge Gonçalves Moreira e assume o Coronel José da Silva Macedo Júnior, que era o comandante do 14ºBPM (Bangu);

18º BPM (Jacarepaguá) – sai o Tenente Coronel Djalma José Beltrami Teixeira e assume o Tenente Coronel Carlos de Souza Alves, que era o chefe do EMG/PM-1 (setor de pessoal do Estado Maior Geral);

19º BPM (Copacabana) – sai o Coronel Rogério Seabra Martins e assume o Tenente Coronel Cláudia de Melo Louvain, que era subcomandante do RPMONT/CECS (Regimento de Polícia Montada);

23º BPM (Leblon) – sai o Tenente Coronel Rogério Luiz Teixeira Leitão e assume o Tenente Coronel Carlos Roberto Garcia de Oliveira, que era subcomandante do 16ºBPM (Olaria);

26º BPM (Petrópolis) – sai o Tenente Coronel Antonio Henrique da Silva Oliveira e assume o Tenente Coronel Ibis Silva Pereira, que era o comandante da ESPM (Escola Superior de Polícia Militar);

28º BPM (Volta Redonda) – sai o Coronel Licínio Marcos Gonçalves Froes e assume o Coronel Antonio Jorge Gonçalves Moreira, que era o comandante do 16ºBPM (Olaria);

CFAP (Centro de Formação de Aperfeiçoamento de Praças) – sai o Coronel Josiel Havani dos Santos e assume a Coronel Edite dos Reis Nani Bonfadini, que era subcomandante do 2ºCPA (Zona Oeste);

CAC (Coordenadoria de Análise Criminal) – sai o Coronel José Luis Castro Menezes e assume o Major Fábio da Rocha Bastos Cajueiro, que era o chefe do CCI (Centro de Comunicação e Informática);

DOF (Diretoria de Operações Finanças) – sai o Coronel Marco Aurélio de Moura e assume Coronel Rogério Seabra Martins, que era comandante do 19ºBPM (Copacabana);

ESPM (Escola Superior de Polícia Militar) – sai o Tenente Coronel Ibis Silva Pereira e assume o Tenente Coronel Antonio Carlos Carballo Blanco, que era comandante do 2ºBPM (Botafogo) e

CCI (Centro de Comunicação e Informática) – sai o Major Fábio da Rocha Bastos Cajueiro e entra o Tenente Coronel Sayonara do Valle,que era comandante do 5ºBPM (Praça da Harmonia).

Jornal do Brasil

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized